MMC MAGAZINE / MÚSICA: John Duff transformou o 'Hokie Pokie' em uma música sobre rimming (cunete)


Depois de nos surpreender com seu tributo "Girly" a lendas do pop como Mariah Carey, Beyoncé e Madonna , o cantor John Duff está de volta com a faixa "Hokie Pokie!"

" You put your whole tongue in

You take your whole tongue out

Put ya hands up on my hips

Put this pussy in his mouth  "

"Você coloca toda a sua língua para dentro, você tira toda a sua língua para fora, você coloca as mãos nos meus quadris e coloca essa boceta na sua boca", Duff canta no refrão da música.


Apesar de bem-humorada, a música agressivamente atrevida sobre cunnilingus (sexo oral realizado em uma mulher), mas que na verdade é um sarro sarcástico à prática do rimming (prática sexual de tocar o ânus do parceiro com a língua, a famosa cunete) e bate forte com esse jogo de palavras inteligente sobre uma produção que desafia o gênero, é algo como alguns gays brincam em usar a palavra "cuceta". Na verdade a música é sobre chupar seja uma xana ou um ânus, dependendo de quem estiver cantando, pois no clip há tanto homens quanto mulheres.

"O mundo precisa de um pouco de alegria agora", disse Duff em um comunicado sobre a nova faixa e vídeo. "Como um coletivo, estamos vivenciando os tempos mais sombrios e confusos que qualquer um de nós já enfrentou. Acho que agora é um bom momento para se entregar à fantasia."


O vídeo em si é uma daquelas festas na piscina da Califórnia que vemos com tanta frequência, geralmente em filmes adolescentes e comédias. Você sabe, corpos bronzeados de sunga descansando ao redor da piscina, brincando na grama, todo esse tipo de coisa. Há algumas cabeças de coelho e outros bichinhos além de muitos respingos d'água.

A música é divertida e é o tipo de som que penetra na sua cabeça às 9 da manhã e você se pega cantarolando "põe essa bucetinha na boca" durante o dia. Na versão clean do clip ele trocou Pussy por cock (pinto) ou seja, não tão "clear" assim e na verdade bem mais interessante para nós, não é mesmo?


“A principal mensagem da minha existência como artista é: faça o que quiser”, disse Duff. "Contanto que você não mate ninguém, roube, viole ou beba e dirija, você está indo bem. Não há porque se esconder do amor, seja o que ele for para você. Afinal, existem apenas duas garantias na vida: você nasce e depois morre. Há uma grande liberdade em reconhecer que - a vida é uma dádiva. Sou um gay de trinta anos que está trabalhando em um álbum de estreia. Você sabe quantas pessoas fizeram isso? disseram-me para desistir, mas nunca vou fazer isso, porque faço música por amor; não por qualquer outro motivo. Estou vivendo para o amor. "

CONFIRA ABAIXO O CLIP DA MÚSICA:


A VERSÃO CLEAN